Adaptabilidade de negócios

Adaptabilidade de negócios

O conceito de adaptabilidade é tido como a capacidade evolutiva de um indivíduo se adaptar, tornando-se mais forte e sobrevivendo às intempéries impostas ao meio no qual está inserido. No mundo dos negócios não é muito diferente. É comum que exista a constante necessidade de se reinventar para que ocorra a manutenção de uma empresa. Por exemplo, diante do avanço tecnológico e da rápida evolução da era digital, faz-se necessária a receptividade às mudanças impostas aos presentes neste sistema, a fim de que se queira ter como objetivo a sobrevivência no mercado.

Um caso importante do que acontece ao se negar a adaptabilidade é o da Blockbuster, que entrou com pedido de falência em 2010. Dez anos antes do decreto, em uma reunião com o CEO desta até então grande empresa, um homem visionário sugeriu uma parceria apresentando um novo modelo de negócios, podendo tornar os produtos exibidos no formato de plataforma de streaming. O empresário negou-se a aceitar a sugestão do homem e estava focado no momento no qual a empresa se encontrava, gerando muito lucro, sem pensar na possibilidade de mudança e no que isto poderia acarretar. Um outro CEO estava presente na reunião e resolveu aceitar e inovar implantando em seu negócio a ideia do visionário. Este segundo empresário é o CEO da Netflix, atualmente a maior plataforma de serviço de streaming do mundo. As consequências de se permitir acolher ou não a adaptabilidade em ambas as empresas são vistas até hoje.

Existem três passos que podem ser seguidos para se medir o quão adaptável um negócio pode ser:
1- Questionar “E se”: a capacidade de visualizar novas possibilidades futuras e preparar-se para diversos cenários é uma característica ousada da evolução e também um passo muito grandioso rumo ao ideal de adaptabilidade. 

2- Reaprender/Reinventar: adaptar-se exige, muitas vezes, ser capaz de recomeçar. Aqueles que já aprenderam algo mas se tornam dispostos a ter outras visões totalmente novas acerca disto se tornam mais adaptáveis, facilitando a sobrevivência no meio. Perceba que reaprender não necessariamente exige extinguir uma tradição ou uma imagem. Pelo contrário, aplicando-se da maneira correta, é possível até potencializar a visibilidade de uma marca.

3- Investigar: instigar a curiosidade e a busca por diversos modelos através da investigação e absorver as melhores informações é uma das principais características daqueles que aderem às mudanças positivas. Dessa forma, é possível trazer para si inovações através da procura de brechas que também podem ser um risco, podendo assim estudar como desviar deste cenário inserindo tal visão em seu negócio. Em casos de sucesso, é possível identificar a presença desta tríade, como o exemplo do CEO da Netflix. 

Portanto, diante da instabilidade e das alterações (por sua vez, são comuns) que ocorrem no mundo dos negócios, percebe-se que é necessário adquirir as características da adaptabilidade, a fim de que se tenha como objetivo a manutenção de uma empresa ou estabelecimento. Não há crescimento na estagnação e não há avanço na visão conservadora e obsoleta no meio empresarial. Cada vez mais é exigida uma maior flexibilidade e capacidade de inovar-se constantemente.

Daiana Leocadio

Share