O que é ecologia e para que serve?

O que é ecologia e para que serve?

A palavra ecologia vem do grego oikos que significa “casa”e logos que significa “estudo”. A casa a qual o nome ecologia refere-se é o nosso Planeta. Sendo assim, é a ciência que estuda as relações (interações) dos organismos entre si e com o meio ambiente.

Em 1869, o cientista alemão Ernest Haeckel, propôs em sua obra Morfologia Geral dos Organismos, a criação de uma nova disciplina científica, a ecologia, ligada ao campo da biologia, com o intuito de estudar as relações entre as espécies e seu ambiente orgânico e inorgânico. Com o tempo muitas outras definições foram atribuídas. Assim, a ecologia relaciona-se com outras disciplinas dentro das Ciências Biológicas, não sendo uma ciência distinta, porém muitos conceitos, métodos e análises são próprios dela.

Essa ciência lida com três níveis de concentração: o organismo, as populações e as comunidades. Assim, o ecologista não analisa o ser vivo como uma peça unitária, mas considera todo o seu contexto e totalidade, procurando padrões e explicações, fazem experimentações e armazenamento de dados.

A ecologia como ciência teve um desenvolvimento lento, devido à necessidade de generalização, visão compartimental do conhecimento em unidades estanques, sem relação com as demais e a falta de perspectivas, pois a ciência não parecia ter muitas funções práticas de contribuição. Porem isso não procede, pois muito do que é estudado traz grandes benefícios para entender assuntos relacionados à vida.

Nos dias atuais a palavra ecologia não é usada apenas para nomear uma disciplinar científica tratada em ambiente acadêmico, mas utilizada para identificar um movimento social amplo e variado com expressividade política. Então, surgem várias perguntas: como ela passou de uma disciplina científica para um movimento social e político? E como o pensamento ecológico se desenvolveu e expandiu ao ponto de ser um dos temas mais debatidos atualmente?

Há uma certa dificuldade para responder a essas questões, pois o pensamento ecológico, em sua evolução histórica, foi além dos limites propostos por Haeckel. Apesar das dificuldades, cresce o número de pessoas interessadas pela ecologia e que reconhecem sua importância. É cada vez mais explicito o seu impacto na política, no comportamento de grupos sociais, na cultura e nas diversas áreas da ciência. O ser humano está sendo estimulado a questionar o seu consumo, relações, ofício, lazer, saúde e a sua visão de mundo. Através da ecologia muitos conceitos firmados na ciência e tecnologia, bem como a vida social e política, estão sendo expostos a dúvidas e promovendo a abertura de novos caminhos. “(…) valores filosóficos de unidade da vida e a integração homem/natureza, presentes em várias culturas tradicionais da humanidade estão renascendo numa linguagem prática e acessível para o homem moderno” (LAGO ; PÁDUA, 1984, p. 11).

O objetivo fundamental da Ecologia é entender o funcionamento dos sistemas naturais. Além disso, seu estudo contribui para nos situar no mundo e auxiliar na compressão do que somos feitos e como fazemos parte do meio em que vivemos, bem como esclarecer que todo ser vivo presente no Planeta está interagindo. Diante da crescente exploração dos recursos naturais, questões relacionadas à sobrevivência passaram a ter maior presença nos debates sobre o futuro da humanidade. Atualmente, é cada vez mais perceptível que vivemos uma crise única ecomplexa, pois apresenta questões cruciais que refletem no futuro da nossa espécie.

O crescimento da atuação dos ecologistas tem ajudado a pensar em estratégias para o dilema atual, através de novos caminhos e alternativas. Mas a solução para a crise presenteterá que surgir da solidariedade e iniciativa da população. É necessário que nós, enquanto indivíduos, consumidores e moradoresde uma sociedade, expressemose busquemos de todas as formas possíveis medidas sustentáveis para a preservação do meu ambiente. Além disso, por sermos um componente biótico racional, tempos a responsabilidade de minimizar os efeitos que nossas ações causam no ecossistema.

De fato, conhecer a natureza proporciona a compreensão dos seus processos, assim quando se estuda ecologia se percebe a importância de conservar e redirecionar nossas ações, principalmente quando se entende que todos os seres vivos fazem parte de um delicado equilíbrio dinâmico. Portanto, um desenvolvimento sustentável contribui para a continuidade das espécies, nos permitindo compreender sua distribuição, abundância e as interações que as determinam, além dos problemas complexos de causa e efeito gerados pela quebra da sustentabilidade.

Ecologia é um todo! Digamos que um “Gran finale”!

Obrigada pela atenção,

Luisa Gaspar


Referências:

LAGO, A.; PÁDUA, J. A. O que é ecologia. São Paulo: Brasiliense, 1984.

ODUM, E.P. Ecologia. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara,1988.

Share